1/3

"Essa baixinha me enche de orgulho", diz CE Rodrigues após reconquista do título


EUA - A japonesa Io Shirai encarou duas perigosas adversárias candidatas ao título feminino do NXT que está sob poder da pequena guerreira de Kanagawa desde o início do segundo semestre de 2020 num duelo válido pela TakeOver Vengeance do NXT.


A rixa entre as três começaram há duas semanas atrás, logo após o Royal Rumble, onde a australiana Tomi Storm, começou a afrontar a japonesa em suas entrevistas. Porém, Mercedes Martinez chegou a atacar Shirai por trás, sem que ela percebesse.


No início da luta, Shirai demonstrou atitude ao enfrentar a australiana, enquanto Martinez assistia a luta do lado de fora. Houve momentos em que o duelo se tornava maior do lado de fora do que dentro do ringue, com Shirai sendo jogada contra a mureta e os degrais de metal.


Porém o momento mais sensacional da luta foi quando, Storm e Martinez estavam brigando entre si, até que, do nada, Io estava subindo num poste de estrutura do ginásio para cair em cima das duas.


O momento final relata novamente, envolvimento entre as duas adversárias. Até o momento, elas achavam que tinham tirado a japonesa de circulação, até que foram pegas desprevenidas com Io Shirai na terceira corda pra emitir o seu famoso "Moonsault", despachar Toni Storm e levantar a perna de Martinez, decretando o fim da luta e a manutenção do título em mãos japonesas.


CE Rodrigues que narrava a luta pela Rádio Mirai disse: "Essa baixinha me enche de orgulho!"


Também outro japonês disputou o cinturão contra Johnny Gargano, dos EUA, pelo título americano do NXT. A luta seguiu equilibrada, Kushida lutou bem, até danificou seriamente o braço do adversário, porém não foi o suficiente para arrancar o título das mãos do americano.