top of page
1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Estudo diz que não haverá médicos suficientes para atendimento em caso de tremor da Fossa de Nankai


JAPÃO - Um novo estudo mostrou que em caso de terremoto na Fossa de Nankai, não haverá médicos suficientes para atender a todos nas áreas afetadas.


Um grupo de médicos, especializados em tratamentos de emergência, estimou que em caso de danos graves desde Tokai a Kyushu, apenas 30% do número necessário de equipes médicas podem ser enviados ao local nas primeiras horas após o desastre.


No pior cenário de um terremoto neste local do mar no pacífico, estima-se que 323.000 pessoas podem morrer e 623.000 feridas devido a queda de edifícios e tsunamis.


Em meio aos enormes danos, o que é necessário é assistência médica de todo o país.


Um grupo liderado pelo Dr. Anan Hideaki da Equipe de Assistência Médica em Casos de Catástrofes fez a estimativa do número de equipes médicas que devem ser enviadas nas 10 prefeituras, onde os danos poderão ser maiores nesses locais.



Cada equipe médica é composta por quatro médicos e enfermeiros.


Levando em consideração que uma equipe é composta por quatro médicos e quatro enfermeiros, o número total de equipes que deveriam ser enviadas ao local, chegaria a 1756.


Uma vez que são oito médicos que compõem uma equipe, multiplicado o número de equipes por oito, seriam 14.048 profissionais de saúde para as primeiras horas.


Em contraste, o número de equipes médicas que podem ser imediatamente despachadas por via terrestre de todo o Japão foi de 600 equipes em 35 prefeituras, apenas 34% do número necessário.


Destes, 41 poderiam ser enviadas em Kochi, em comparação com as 150 equipes necessárias.


Em Tokushima, apenas 32 puderam ser enviadas comparado as 120, ou 27% do número total de equipes necessárias.


Em todas as 10 prefeituras, foi estimado que menos de 50% das equipes estariam prontos para partir.


Além disso, em desastres reais, espera-se que o número de equipes que podem operar seja ainda menor, pois pode levar tempo para que cheguem devido a bloqueios de estradas, e em algumas áreas os médicos só podem ser enviados depois de confirmar a extensão dos danos em sua área.


O Dr. Anan acrescentou: "O terremoto da Fossa de Nankai tem uma área afetada muito grande, portanto, as equipes médicas podem não ser capazes de ajudar imediatamente. É necessário construir um sistema que permita que o atendimento médico continue nas áreas afetadas até a chegada da assistência".

bottom of page