1/3

Evacuados do deslizamento em Atami são acomodados em hotéis da cidade


JAPÃO - Mais de 500 pessoas continuam em abrigos após o grande deslizamento de terra ocorrido uma semana atrás na região central do Japão, mas não em ginásios escolares, como costuma ser o caso de evacuados de desastres naturais no país.


Como o desastre ocorreu em Atami, um famoso spa resort com muitos hotéis a menos de uma hora de Tóquio de trem-bala, os operadores de hotéis locais se ofereceram para aceitar os afetados pelo deslizamento, que ceifou pelo menos nove vidas com mais de 20 pessoas ainda desaparecidas.


A nova WelCity Yugawara acolheu cerca de 90 pessoas em 3 de julho, o dia do desastre.


"Eu poderia descansar em uma sala limpa de tatame", disse Kenji Aikawa, chef de 51 anos. "Além disso, eu poderia mergulhar em uma fonte termal e relaxar."


Um hotel com fontes termais é um mundo à parte de um ginásio, que é onde os desabrigados geralmente acabam, dormindo no chão em grande quantidade com pouca ou nenhuma privacidade.


O Hotel New Akao disse ao governo da cidade na manhã seguinte ao desastre que estava pronto para acomodar os evacuados.


Depois de receber um pedido formal de autoridades municipais para aceitar um grupo de idosos que precisavam ser evacuados de um centro de saúde próximo à zona do desastre, o hotel espalhou futons sobre uma grande sala de tatame normalmente usada para banquetes.


Também forneceu bolinhos de arroz acompanhados de carne de porco e sopa de legumes para outras pessoas afetadas pelo desastre.


"Nós pensamos sobre o que poderíamos fazer como um hotel", disse Shinobu Kamei, uma porta-voz. "Todo o pessoal do hotel se empolgou com os preparativos" para ajudar, disse ela.


Na noite de sexta-feira, um total de 572 pessoas estavam hospedadas no Atami New Fujiya Hotel e no Hotel New Akao. A maioria deles, mais de 500, estava usando o Atami New Fujiya, que decidiu estender o plano inicial por uma semana até 16 de julho para acomodar os desabrigados.


"Este é um grande desastre sem precedentes para Atami", disse Kamei do Hotel New Akao.


“Como Atami é um local turístico, existem muitas instalações de acomodação. Não sabemos quanto tempo vai durar a situação de evacuação, mas gostaríamos de oferecer todo o apoio”, disse ela.


Algumas instalações de acomodação de pequena escala em Atami também começaram a receber evacuados gratuitamente.