top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Ex-chefe do Ministério Público é preso por estupro de colega em Osaka

Um ex-chefe do Ministério Público do Distrito de Osaka foi preso por suspeita de estuprar uma subordinada enquanto ela estava bêbada, informou o MP local nesta terça-feira. Kentaro Kitagawa, um advogado de 64 anos, teria estuprado a mulher em sua residência oficial em Osaka quando ele atuava como promotor-chefe da República de fevereiro de 2018 a novembro de 2019, de acordo com fontes investigativas.


O Ministério Público de Osaka, que supervisiona o Ministério Público distrital, se recusou a divulgar os detalhes do caso para proteger a privacidade da vítima, incluindo quando o suposto estupro ocorreu e se Kitagawa admitiu a acusação.


Acredita-se que Kitagawa e a vítima estavam sozinhos em sua residência oficial no momento.


Em um comunicado divulgado na terça-feira, Tsunekazu Kobashi, vice-procurador do alto gabinete do procurador, expressou seu profundo pesar pela prisão e acrescentou: "Vamos investigar minuciosamente e considerar qual punição deve ser imposta".


Oriundo da província de Ishikawa, Kitagawa tornou-se promotor público em 1985. Atuou também como subprocurador-adjunto do Ministério Público e chefe de investigações criminais do Ministério Público.


Kitagawa se registrou como advogado depois que se aposentou e é membro da Ordem dos Advogados de Osaka.

Posts recentes

Ver tudo

コメント


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page