1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Ex-imperador Akihito busca tratamento após ser diagnosticado de insuficiência cardíaca


JAPÃO - A agência imperial divulgou uma notícia de que o ex-imperador Akihito foi diagnosticado com uma insuficiência cardíaca e que está passando por tratamento.


Aos 88 anos recebeu o diagnóstico após passar por um exame cardíaco no Hospital da Universidade de Tóquio no domingo. O exame constatou que uma válvula em seu coração não fechou o suficiente para evitar o fluxo sanguíneo.


O ex-imperador está sob medicação desde o final de junho e viu melhora em sua saúde, disse ele.


"Pode ser afetado pelo envelhecimento, mas a causa detalhada é desconhecida", disse Ryozo Nagai, supervisor médico da agência.


Akihito foi submetido a uma cirurgia cardíaca em 2012. Mas Nagai negou que esteja relacionado com o último diagnóstico.


Ele não está ciente de experimentar qualquer sintoma de insuficiência cardíaca e continuou a receber tratamento, como tomar remédios e limitar a ingestão de água, disse a agência. Ele também encurtou o tempo de sua caminhada diária.


Akihito abidicou do trono do Crisântemo em 30 de abril de 2019, tornando-se o primeiro monarca japonês a abdicar em cerca de 200 anos. Seu filho mais velho, o Imperador Naruhito, foi coroado no dia seguinte.


O ex-imperador havia indicado seu desejo de renunciar ao trono devido a preocupações com sua idade avançada e saúde em declínio, e foi concedido através de uma legislação única.