1/3

Ex-policial é condenado a quatro anos de prisão por assediar mulher detida em Ogaki


GIFU - Um ex-policial foi julgado por assédio sexual contra uma mulher detida em uma delegacia na cidade de Ogaki. Em primeiro momento, o réu admitiu as acusações e se declarou culpado.


Yasuhiro Sugiyama, de 32 anos, ex-sargento na seção de gerenciamento de detenção da Delegacia de Ogaki, foi acusado de cometer repetidamente atos indecentes contra uma mulher detida no centro de detenção, de dezembro do ano passado a janeiro deste ano.


O primeiro julgamento foi realizado no Tribunal Distrital de Gifu nesta sexta, onde Sugiyama admitiu o que lhe foi acusado.


O Ministério Público então apontou que "na Delegacia de Polícia de Ogaki, havia uma chave para o centro de detenção que não era permitida pelos regulamentos na época e podia ser retirada livremente."


A acusação disse que ele a assediava mais de quatro vezes numa semana, o que era uma ofensa habitual e ultrajante. Com o fundamento de que ela estava sozinha na cela, o ex-policial foi condenado a quatro anos de prisão.


No mesmo dia, a defesa recorreu da sentença, alegando que "ele foi demitido de seu cargo e submetido a sanções sociais." O veredicto será proferido em 9 de maio.


Com relação à sugestão de que havia uma chave para o centro de detenção, que não é permitida pelas regras, a polícia declarou que não poderia comentar sobre isso por razões de segurança.