1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Exposição de 350 anos das relações reais de Inglaterra e Japão é aberta em Londres


INGLATERRA - Uma exposição explorando 350 anos de relações entre as famílias reais japonesa e britânica foi inaugurada na Galeria da Rainha, perto do Palácio de Buckingham, a casa londrina da monarquia britânica.


A exposição apresenta cerca de 150 itens da coleção permanente da família real, muitos dos quais foram oferecidos à realeza britânica por imperadores e xoguns japoneses e estão em exibição pública pela primeira vez.


A curadora Rachel Peat disse à Kyodo News que as obras "impressionantes" "moldaram profundamente o gosto britânico e ajudaram a forjar um relacionamento duradouro entre as duas nações".


Os objetos em exibição incluem armaduras e armas de samurai, laca e cerâmica. Vistos juntos, eles traçam a história das trocas entre as duas cortes – desde o primeiro contato formal entre o Shogun Tokugawa Ieyasu e o Rei Jaime I na década de 1610 até presentes recebidos pela atual monarca, a Rainha Elizabeth II.


Entre os destaques da exposição está um conjunto de serigrafias oferecidas à Rainha Vitória pelo Shogun Tokugawa Iemochi em 1860. As telas eram consideradas perdidas e sua proveniência só recentemente foi redescoberta pelos curadores.


A pesquisa mostrou que as telas faziam parte de um grande presente para marcar a retomada das relações diretas entre os dois países após a política de isolamento "sakoku" de 250 anos do Japão do mundo exterior.


Outro presente em exibição é uma caixa de cosméticos de laca enviada pelo imperador Hirohito, que se tornou postumamente conhecido como o imperador Showa, à rainha Elizabeth II para marcar sua coroação em 1953.


Desenhada pelo renomado laqueador Shosai Shirayama, a caixa foi o primeiro presente diplomático dado depois que as relações nipo-britânicas foram interrompidas durante a Segunda Guerra Mundial e, portanto, foi de "grande importância", segundo os curadores.


Também são apresentadas cartas e fotografias detalhando o aprofundamento dos laços entre os dois países durante a segunda metade do século XIX.


Entre eles está uma carta do príncipe Alfred para sua mãe, a rainha Vitória, refletindo sobre sua visita ao Japão em 1869, a primeira de um membro da realeza britânica, e elogiando a "bela paisagem" do país asiático.


A exposição estava prevista para abrir em 2020, mas foi adiada por quase dois anos devido à pandemia de coronavírus. Peat disse que estava "encantada" por poder finalmente receber os visitantes.


Intitulada "Japan: Courts and Culture", a exposição ficará em cartaz até fevereiro de 2023.