TSJ MN_edited.png

1/3

Fabricantes japoneses interrompem produção em Myanmar


JAPÃO - A montadora japonesa Suzuki Motor Corp. e a fabricante de peças automotivas Denso Corp. disseram na terça-feira que suspenderam a produção em Myanmar para garantir a segurança de seus funcionários após um golpe militar no dia anterior.


As duas empresas disseram que interromperam a produção de veículos e peças, respectivamente, na tarde de segunda-feira e ainda não decidiram quando retomarão a produção. A Suzuki disse que um total de 400 funcionários trabalham em suas duas fábricas em Yangon.


A Suzuki produziu cerca de 13.300 veículos de quatro rodas e vendeu 13.200 unidades em 2019 em Myanmar, detendo aproximadamente 60 por cento do mercado de vendas de carros novos no país do sudeste asiático.


A montadora planeja iniciar as operações em uma nova fábrica em Myanmar em setembro, que pode fabricar anualmente 40.000 unidades, esperando aumentar ainda mais sua participação de mercado no país em desenvolvimento.


Em Myanmar, mais de 400 empresas japonesas estavam fazendo negócios até maio do ano passado, de acordo com a Organização de Comércio Exterior do Japão.


A Toyota Motor Corp. planeja iniciar a produção em Myanmar neste mês, mas a gigante automotiva japonesa está monitorando o impacto do golpe em seus negócios, disse um representante da empresa na segunda-feira.