1/3

Fazendeiro é encaminhado ao Ministério Público por matar grou em Ikeda


HOKKAIDO - Um fazendeiro foi encaminhado aos promotores por supostamente atirar e matar um grou protegido com uma arma de ar comprimido na ilha principal mais ao norte de Hokkaido, disseram fontes investigativas na segunda-feira.


O homem de 60 anos foi encaminhado à promotoria pela polícia na sexta-feira sob suspeita de violar a lei sobre a conservação de uma espécie em extinção ao atirar no pássaro em sua fazenda na cidade de Ikeda em 5 de junho, disseram as fontes.


O homem disse que viu grous que estavam prestes a entrar em seu campo e disparou cinco tiros para assustá-los, mas encontrou um deles caído no chão e chamou a polícia. Segundo as fontes, a ave foi atingido por duas balas.


O fazendeiro também explicou que os animais começaram a visitar frequentemente seus campos há cerca de cinco anos, alegando que os pássaros causaram danos anuais totalizando mais de 1 milhão de ienes ($ 9000) uma vez, pisando em cebolas e outros vegetais enquanto entravam nos campos em busca de comida.


A espécie, considerada um tesouro natural nacional especial, já esteve à beira da extinção, mas sua população vem se recuperando devido aos esforços de preservação por parte dos governos estaduais e municipais.


“Se todos se engajarem e implementarem a política de proteção, eles precisam tomar medidas firmes contra danos às lavouras ao mesmo tempo”, disse o homem, acrescentando que se tornou comum que os grous apareçam nos campos, exceto no inverno.


Considerado um dos maiores da espécie com corpo de cerca de 140 centímetros e envergadura de 250 cm, o guindaste de coroa vermelha, também chamado de grou japonês (ou nipo-grou), é a única espécie de guindaste que se reproduz no Japão, segundo o Ministério do Meio Ambiente.