1/3

Fumihiro Inomata renuncia ao cargo de presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Itoigawa


NIIGATA - Fumihiro Inomata, presidente da construtora municipal, anunciou que irá renunciar ao cargo em virtude de um funcionário ser acusado num processo de licitação para manutenção de banheiros públicos encomendada pelo Governo Municipal de Itoigawa.



Masaki Kubota, de 48 anos, funcionário da cidade, foi acusado em dezembro do ano passado por violar a Lei de Prevenção de Licitações, ao informar a equipe de vendas da Inomata do preço estimado para obter a licitação para a construção de um banheiro público numa estação ferroviária de Itoigawa.


O gerente de vendas da Inomata Construction, Hiroshi Furukawa (69), também foi acusado de obstruir o processo de licitação.


Segundo investigações, acredita-se que Furukawa tenha desempenhado um papel de liderança na manipulação de propostas, ajustando os preços das propostas com outros contratantes com base na informação que obteve.


Inomata, presidente da Inomata Construction, onde o funcionário foi indiciado, tem sido o presidente da Câmara de Comércio e Indústria da cidade desde 2010.


Anunciou então demissão do seu cargo de presidente da Câmara, dizendo: " O incidente que aconteceu trouxe um descrédito à câmara na sociedade e em virtude disso, assumindo a responsabilidade, estou renunciando ao cargo."


Após o anúncio da sua demissão, Inomata deixou a reunião, mas mal respondeu à imprensa, dizendo apenas "sinto muito", e depois entrou no seu carro e foi embora.