1/3

Fumio Kishida delineará a resposta à pandemia nesta sexta, dia 15


JAPÃO - O primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, disse na quinta-feira que seu governo delineará sua resposta ao coronavírus na sexta-feira, um dia após a dissolução da Câmara dos Representantes para uma eleição geral.


Em coletiva de imprensa, Kishida disse que o futuro do Japão está em jogo nas próximas eleições da câmara baixa em 31 de outubro, enquanto busca um mandato para liderar o país e a luta contra a pandemia poucas semanas depois de se tornar primeiro-ministro em outubro 4.


Um pacote econômico a ser compilado após a eleição incluirá apoio para o desenvolvimento doméstico e produção de vacinas para doenças infecciosas e para a Taiwan Semiconductor, que planeja construir uma fábrica de chips no Japão.