1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Garota de Tóquio, desparecida desde 5 de junho, é encontrada morta em Ibaraki; Suspeito é preso


IBARAKI - Uma jovem de Tóquio, que estava desaparecida desde os primeiros dias do mês de junho, foi encontrada morta na beira de uma estrada florestal de Ibaraki na noite deste sábado, dia 18.


O homem foi preso acusado de confinamento e teve seu carro apreendido e o gravador do veículo está sendo utilizado nas investigações sobre o que levou a morte da garota de apenas 23 anos. Porém, mais uma acusação pode cair sobre ele com uma investigação da Polícia Metropolitana, que o acusa de abandonar o cadáver.


A jovem trata-se de Rina Arano, tinha apenas 23 anos, era residente de Bunkyo, na capital nipônica. Ela estava desaparecida desde o dia 5 deste mês e foi encontrada morta em Hitachiota, na província de Ibaraki, a 136 km de sua casa.


Já o acusado, trata-se de Hiroyuki Sanpei, de 33 anos, auto proclamado funcionário de uma empresa na cidade de Minamiashigara, em Kanagawa, por confinar a jovem.


O exame do gravador do carro revelou que estava se dirigindo para o local onde o corpo foi encontrado a cerca de 1 km de uma vila onde vivia, de acordo com as investigações.


O Departamento de Polícia Metropolitana está investigando os detalhes de como Sanpei abandonou o corpo e está tentando determinar a causa da morte.


Autoridades suspeitam de Hiroyuki, pois dizem que a encontrou pelas redes sociais. Em interrogatório, ele nega as acusações.