1/3

Ginasta Kiyoko Ono morre aos 85 anos


JAPÃO - Kiyoko Ono, membro do time feminino de medalha de bronze do Japão nas Olimpíadas de Tóquio de 1964 e ex-membro da Câmara Alta do Japão, morreu no sábado de coronavírus, anunciou o Partido Liberal Democrata na quinta-feira. Ela tinha 85 anos.


Ono foi infectado durante o tratamento de uma fratura em um hospital. Ela recebeu tratamento para a infecção, mas sua situação piorou repentinamente.


Ela e seu marido Takashi representaram o Japão na ginástica nos Jogos de Roma de 1960 e em Tóquio quatro anos depois, onde Takashi ganhou uma medalha de ouro. Competindo em Tóquio após o nascimento de seus dois primeiros filhos, a equipe de bronze que ela conquistou continua sendo a única medalha de ginástica olímpica feminina do Japão.


Após se aposentar das competições, Ono e seu marido estabeleceram um clube esportivo privado. Em 1986, ela ganhou a eleição para a Câmara dos Vereadores e cumpriu três mandatos, e em 2003 tornou-se a primeira mulher a chefiar a Comissão Nacional de Segurança Pública.


Ono, que foi fundamental para o lançamento da loteria de futebol Toto do Japão, também foi a primeira mulher a vice-presidente do Comitê Olímpico Japonês. Depois de se aposentar da política, ela atuou como diretora do Conselho de Esportes do Japão.


Em 2016, ela recebeu um prêmio da Ordem Olímpica do Comitê Olímpico Internacional em reconhecimento à sua contribuição para o movimento olímpico.