1/3

Governo arrecadará ¥5 tri para revitalizar áreas afetadas pelo desastre de 2011


JAPÃO - O governo japonês espera arrecadar mais de 5 trilhões de ienes por meio da venda de ações para usar no progresso da reconstrução das áreas do nordeste atingidas pelo devastador terremoto e tsunami de 2011, de acordo com autoridades.


As receitas com a venda de participações na Japan Tobacco e Japan Post Holdings já alcançaram cerca de 4,87 trilhões de ienes, atingindo a faixa-alvo inicial de 4,5 trilhões de ienes a 5 trilhões de ienes.


O Ministério das Finanças espera que o governo levante 170 bilhões de ienes adicionais ao descarregar algumas ações da Tokyo Metro até o ano fiscal de 2027.


As obras de recuperação em partes do nordeste do Japão devastadas pelo desastre natural, que desencadeou a crise nuclear de Fukushima, foram até agora financiadas pela emissão de títulos de reconstrução, com a dívida paga com o produto das vendas de ações do governo, bem como aumentos temporários em impostos de renda e corporativos.


O governo gastou um total de 31 trilhões de ienes na reconstrução nos 10 anos até o ano fiscal de 2020.


O Ministério das Finanças espera que uma receita inesperada maior com as vendas de ações detidas pelo Estado do que o estimado anteriormente reduza a carga sobre os contribuintes, pois ajuda o governo a pagar algumas dívidas mais rapidamente.


Quanto às ações do metrô de Tóquio, 53,4% das quais são detidas pelo estado e 46,6% pelo governo metropolitano de Tóquio, ambas as partes decidiram vender metade de suas participações para facilitar a listagem planejada da operadora do metrô na bolsa de valores.


O momento específico da oferta pública inicial do metrô de Tóquio ainda não foi decidido.