1/3

Governo determina que falha do sistema da Docomo foi um "incidente sério"


JAPÃO - Uma grande interrupção do sistema que afetou a Docomo na semana passada, constitui um "incidente sério" sob a lei de telecomunicações e o ministério das comunicações planeja emitir uma ordem administrativa, disseram funcionários do ministério na terça-feira.


A Docomo será obrigada a relatar ao ministério até 13 de novembro a causa da falha, que deixou cerca de 2 milhões de clientes sem serviços de voz e dados em um ponto, e medidas para evitar que tais incidentes ocorram no futuro, disseram as autoridades .


A lei do setor de telecomunicações estipula que, para um serviço de chamadas que lida com chamadas de emergência, uma falha que afeta mais de 30.000 pessoas por mais de uma hora é considerada um incidente grave.


A falha de comunicação ocorreu por volta das 17h de quinta-feira, durante trabalho na rede da NTT. Alguns usuários perderam completamente o acesso aos serviços de chamada e Internet por mais de duas horas antes que o sistema fosse totalmente restaurado às 22h de sexta-feira.


A operadora disse que "responderá com sinceridade" se o ministério notificar que o caso é considerado um incidente sério.


A empresa disse anteriormente que seu sistema respondeu de forma inesperada durante os trabalhos de quinta-feira, e que os dados que sofreram backup durante a paralisação sobrecarregaram o sistema quando a empresa tentou restaurar os serviços.


Em janeiro de 2019, o Ministério de Assuntos Internos e Comunicações instruiu a SoftBank a melhorar sua resposta depois que o software defeituoso fornecido pela Ericsson causou uma interrupção que afetou mais de 30 milhões de contas de assinantes para mais mais de quatro horas.