top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Governo diz não ter encontrado Trítio em peixes próximos 1 mês após despejo da água ao mar

JAPÃO - O governo japonês anunciou que nenhuma quantidade detectável de trítio foi encontrada em amostras de peixes coletadas nas águas próximas à usina nuclear de Fukushima, onde o despejo de água tratada no mar começou há um mês.


A Agência de Pesca em seu site afirmou que o elemento químico não foi detectado na última amostra de dois linguados-oliveira capturados no domingo.


A agência tem fornecido atualizações quase diárias desde o início da liberação de água, na tentativa de dissipar rumores prejudiciais, tanto no âmbito doméstico quanto internacional, sobre seu impacto ambiental.


Os resultados das primeiras amostras coletadas foram publicados em 9 de agosto, antes do início da liberação de água tratada da usina em 24 de agosto. A água havia sido usada para resfriar o combustível nuclear derretido na usina, mas passou por um processo de tratamento que remove a maioria dos radionuclídeos, exceto o trítio.


O trítio restante é então diluído para um 40º da concentração permitida pelas normas de segurança japonesas antes de ser lançado no Oceano Pacífico por meio de um túnel subaquático a 1 quilômetro da usina à beira-mar, que foi devastada por um terremoto e tsunami em 2011.


Amostras de peixes locais foram coletadas em dois pontos dentro de um raio de 5 quilômetros da saída de descarga, exceto durante condições climáticas adversas, com a agência anunciando seus resultados de análise quase diariamente desde 26 de agosto.


Nenhum trítio foi detectado em 64 peixes, incluindo linguados-oliveira e outras seis espécies, coletados desde 8 de agosto.


Os resultados estão atualmente disponíveis em japonês e inglês, mas ainda não foi decidido se a agência mudará a frequência de suas atualizações ou as fornecerá em outros idiomas, como o chinês.


A agência planeja examinar aproximadamente 180 amostras até o final de março de 2024, e os pontos de coleta devem permanecer inalterados.


"Devido ao crescente apoio a Fukushima após a proibição das importações de frutos do mar japoneses pela China, parece não ter havido um dano significativo à reputação doméstica", disse um funcionário da agência.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page