1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Governo treina voluntários para auxiliar pessoas em abrigos em casos de desastres naturais


JAPÃO - O governo do Japão começará a oferecer treinamento para aspirantes a voluntários em centros de evacuação de desastres a partir do ano fiscal que começa em abril do próximo ano para melhorar a qualidade de tais locais e reduzir a taxa de mortalidade daqueles que se abrigam.


Com o programa, que terá início em caráter experimental, o governo espera compilar um banco de dados dos que concluíram o treinamento para que possam ser encaminhados a áreas atingidas por desastres e ajudem a manter as condições de higiene e de vida na evacuação centros, disseram as autoridades.


Embora os municípios sejam responsáveis ​​pela instalação de abrigos em ginásios escolares, entre outros lugares, muitas vezes eles têm falta de funcionários e os funcionários são forçados a responder a muitas questões após um desastre.


A redução do número de mortes causadas por doenças ou estresse relacionado a desastres tem sido uma questão urgente no Japão, onde terremotos e tufões ocorrem regularmente.


O Gabinete do Governo tem estudado os detalhes do treinamento com especialistas antes do lançamento esperado do projeto no próximo ano fiscal em algumas das 47 prefeituras do país.


Os voluntários que trabalham em centros de evacuação devem ter certos conhecimentos e habilidades, incluindo um bom domínio sobre a condição física dos idosos e garantir a privacidade daqueles que estão abrigando.


Por meio do projeto, o governo busca desenvolver três categorias de voluntários - líder, assessor e coordenador.


Um líder estará de plantão em um centro de evacuação o tempo todo, enquanto um conselheiro oferecerá aconselhamento em vários centros. Um coordenador terá a tarefa de trabalhar com o governo local e funcionários do bem-estar, bem como especialistas médicos, para resolver problemas.


“Gostaríamos de aumentar o número de pessoas em todo o país com know-how em assistência”, disse um funcionário encarregado do programa no Gabinete do Governo.


Em março, 3.774 pessoas morreram de causas relacionadas a desastres, como doenças desencadeadas pela evacuação, desde o grande terremoto, tsunami e subsequente desastre nuclear no nordeste do Japão em 11 de março de 2011.


Uma série de grandes terremotos que abalou a prefeitura de Kumamoto no sudoeste em 2016 resultou em 221 mortes relacionadas a desastres ou cerca de 80 por cento das vidas perdidas.