1/3

Hexa com direito a virada!


EUA - O que não pôde ocorrer no ATP de Cincinnati, ocorreu no US Open. Logo após ter sofrido um baque no primeiro set, Naomi Osaka consegue dar a volta por cima e fatura o hexa contra a bielorrussa Victoria Azarenka de virada com parciais: (1-6), (6-4) e (6-4) com aces de 6 de Naomi contra 3 de Victoria.


No início da competição, logo após a desistência na final por lesão, muitos duvidavam se Naomi conseguiria, ainda nesse ano, faturar mais um título. A japonesa foi passando por suas adversárias, até chegar numa semifinal, onde Osaka teve muitas dificuldades para conseguir a vaga na final. Especulava-se muito de que Serena Williams seria sua adversária na final do torneio, mas Victoria Azarenka foi a candidata ao título.


No primeiro set, vimos uma Naomi Osaka completamente nervosa, que não estava conseguindo manter o ritmo que o público costumava ver, e Victoria não precisou de muitos esforços para vencê-la por 6 sets a 1.


Porém, no segundo set em diante, a tenista nipônica acordou e respondeu ao jogo com precisão, apesar da bielorrussa demonstrar resistência. Naomi Osaka conseguiu ir com unhas e dentes atrás do prejuízo e conseguiu a vitória por 6 a 4.


Logo em seguida, o duelo foi ainda mais disputado, pois este set, definiria de uma vez por todas, a vencedora do US Open feminino. E Naomi Osaka conseguiu vencer de virada a bielorrussa, se tornando bicampeã do torneio e papando o sexto título de sua carreira.