top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Homem de 39 anos é condenado à morte por latrocínio em Oita

Shoichi Sato, de 39 anos, foi condenado à morte por assassinar uma mulher idosa e seu filho e roubá-los em sua residência na Prefeitura de Oita, no sudoeste do Japão, em 2020.


Durante o julgamento no Tribunal Distrital de Oita, os promotores apresentaram evidências, incluindo DNA da vítima Takako Yamana encontrado no porta-malas do carro de Sato.


A defesa, que afirma a inocência de Sato, já entrou com recurso no Tribunal Superior de Fukuoka. O juiz Yasutaka Karashima destacou que as pegadas encontradas na cena do crime coincidiam com as de Sato, reforçando a condenação.


A defesa argumentou que a análise de manchas de sangue no carro de Sato revelou um DNA que não correspondia nem às vítimas nem a Sato, sugerindo que outra pessoa cometeu o crime. Sato foi preso cerca de um ano e oito meses após o incidente.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page