top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Honda reduz força de trabalho na China em meio a queda nas vendas

A Honda está cortando sua força de trabalho de produção em tempo integral na China devido à queda nas vendas, com cerca de 1.700 funcionários, ou mais de 10% do total, tendo solicitado demissão voluntária, disseram fontes familiarizadas com o assunto na quarta-feira.


A GAC Honda Automobile, uma joint venture entre a Honda e a montadora estatal chinesa Guangzhou Automobile Group, começou a oferecer um programa de demissão voluntária no início deste mês em meio a uma guerra de preços intensificada no maior mercado automotivo do mundo, onde os veículos elétricos representam mais de 20% das vendas de carros novos.


O número final de aposentadorias voluntárias ainda não foi definido, disseram as fontes. Montadoras japonesas, frequentemente vistas como lentas na adoção de veículos elétricos (EVs), estão lutando para manter sua presença no mercado global em meio à forte concorrência com rivais como Tesla e BYD.


A participação de mercado das montadoras japonesas na China foi de 12,2% no período de janeiro a abril deste ano, uma queda acentuada em relação aos 23,1% em 2020, de acordo com a Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis.


Em contraste, a participação das montadoras chinesas subiu para 60,7% nos primeiros quatro meses deste ano, em comparação com 38,4% em 2020.


Em abril, as vendas de veículos novos da Honda na China caíram 22,2% em relação ao ano anterior, enquanto as da Toyota e da Nissan diminuíram 27,3% e 10,4%, respectivamente.


No ano passado, a Mitsubishi decidiu se retirar do mercado chinês devido à queda nas vendas.

Posts recentes

Ver tudo

Commentaires


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page