1/3

Japão deve reunir parlamento em 4 de outubro para escolher novo primeiro-ministro


JAPÃO - O governo japonês planeja convocar uma sessão parlamentar extraordinária em 4 de outubro para escolher o sucessor do primeiro-ministro Yoshihide Suga, disseram fontes na terça-feira.


O vencedor da corrida pela liderança do Partido Liberal Democrata, no poder, em 29 de setembro, deve ser eleito enquanto o partido e seu parceiro de coalizão Komeito ficam a frente da Câmara dos Representantes.


Suga anunciou abruptamente sua renúncia na semana passada, depois de menos de um ano no cargo, em meio a crescentes críticas sobre sua conduta no combate a pandemia.


Se a sessão extraordinária for convocada em 4 de outubro e o novo primeiro-ministro fizer um discurso político, como de costume na mesma semana, com o questionamento dos líderes da oposição na semana seguinte, as próximas eleições gerais poderão ser realizadas já em 7 de novembro.


A corrida para suceder Suga está esquentando, com esperançosos incluindo o ex-ministro das Relações Exteriores Fumio Kishida e o secretário da vacina, Taro Kono, trabalhando para reunir apoio para a corrida pela liderança do PDL.


O ex-ministro das comunicações Sanae Takaichi deve anunciar sua oferta em uma entrevista coletiva na quarta-feira, enquanto o ex-ministro da Defesa, Shigeru Ishiba, ainda está em cima do muro.


Ishiba há muito era um candidato a primeiro-ministro, mas ficou em terceiro lugar, atrás de Suga e Kishida, na corrida pela liderança do partido governista em setembro passado, obtendo um sólido número de votos dos delegados dos capítulos locais do partido, mas não conseguiu conquistar os legisladores.


Algumas pessoas próximas a Ishiba estão insistindo para que ele concorra novamente, enquanto outras veem suas chances de ganhar como mínimas e, em vez disso, estão empurrando-o para apoiar Kono, que sempre tem uma posição elevada nas pesquisas de opinião sobre quem está mais apto para se tornar primeiro-ministro.