top of page
1665608300863.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

1665857330426.png
1665857427662.png

1/4
Buscar

Japão e Camboja continuam em acordo para desminagem da Ucrânia


JAPÃO - Os ministros das Relações Exteriores do Japão e do Camboja concordaram que seus países continuarão a cooperar no apoio à eliminação de minas terrestres russas e bombas não detonadas na Ucrânia em meio à prolongada guerra na Europa Oriental.


Yoshimasa Hayashi, disse após uma reunião com seu colega cambojano, Prak Sokhonn, em Tóquio, que eles também se comprometeram a promover ainda mais os laços entre o Japão e o Camboja, já que este ano marca o 70º aniversário do estabelecimento de seus laços diplomáticos.


Os dois governos anunciaram na semana passada que começaram a fornecer treinamento a autoridades ucranianas para limpar minas terrestres colocadas pela Rússia, que lançou seu ataque à Ucrânia em fevereiro.


O Japão contribuiu para os esforços de desminagem no Camboja, onde se acredita que milhões de minas terrestres tenham sido colocadas durante a guerra civil de 1970-1991 no país do Sudeste Asiático.


"As duas nações promoveram uma forte relação de confiança através da construção da paz, reconstrução e trabalho de desenvolvimento no Camboja", disse Hayashi, saudando uma "expansão adicional" dos campos de colaboração.


Sokhonn, que atua como vice-primeiro-ministro, disse que o Camboja apoia a Estratégia de Segurança Nacional do governo japonês, que foi atualizada no mês passado.


As novas diretrizes políticas de longo prazo estipulam a aquisição pelo Japão de capacidades de ataque de base inimiga, em uma grande mudança em sua política exclusivamente orientada para a defesa sob a Constituição pacifista.


Os dois ministros também trocaram opiniões sobre as ameaças nucleares e de mísseis da Coreia do Norte e a situação de segurança nos mares do Leste e do Sul da China, onde a China vem aumentando as atividades militares, de acordo com Hayashi.

bottom of page