1/3

Japão e EUA organizam cúpula Suga-Biden Washington em 9 de abril


JAPÃO - O Japão e os Estados Unidos estão planejando que o primeiro-ministro Yoshihide Suga e o presidente Joe Biden realizem sua cúpula em Washington em 9 de abril, disse uma fonte do governo na terça-feira.


Será o primeiro encontro pessoal de Biden com um líder estrangeiro desde que assumiu o cargo em janeiro, com os dois propensos a discutir questões de direitos humanos na China e formas de conter a crescente assertividade marítima da potência asiática, bem como os esforços para desnuclearizar a Coreia do Norte.


Suga deve partir de Tóquio em 8 de abril e retornar em 11 de abril, disse a fonte. O primeiro-ministro já tomou sua primeira injeção da vacina COVID-19 da Pfizer Inc. em preparação para a viagem e deve receber a segunda na próxima semana.


A reunião ocorre no momento em que o governo Biden intensifica as críticas ao tratamento dado pela China à minoria uigur muçulmana na região de Xinjiang e às ações relativas a Hong Kong e Taiwan, e enquanto os Estados Unidos buscam reunir aliados nos esforços para realizar um "Indo livre e aberto. Região do Pacífico ".


De acordo com diferentes fontes governamentais, Suga e Biden devem afirmar que as Ilhas Senkaku, uma fonte de tensão entre Tóquio e Pequim, se enquadram no escopo do Artigo 5 do tratado de segurança Japão-Estados Unidos.


As ilhas desabitadas controladas pelo Japão no Mar da China Oriental são reivindicadas pela China, que as chama de Diaoyu.


O artigo 5 afirma que os Estados Unidos defenderão os territórios sob a administração do Japão de ataques armados.


Suga e Biden também devem condenar o teste de lançamento de dois mísseis balísticos na semana passada, em violação às resoluções do Conselho de Segurança da ONU, e pedir sua desnuclearização completa em um comunicado conjunto após a reunião, disseram as fontes.