1/3

Japão enviará equipe de ajuda humanitária a Maurício


JAPÃO - O Japão enviará uma equipe de ajuda humanitária para as Ilhas Maurício em resposta ao vazamento de combustível de um cargueiro de propriedade de japoneses encalhado na ilha do Oceano Índico, disse o Ministério das Relações Exteriores no domingo.


A equipe de especialistas de seis membros deixará o Japão na segunda-feira, disse o ministério depois que Maurício declarou estado de emergência ambiental por causa do vazamento de combustível na sexta-feira.


No domingo anterior, a Mitsui OSK Lines Ltd., operadora do graneleiro Wakashio, de bandeira do Panamá, disse que mais de 1.000 toneladas de óleo combustível vazaram do navio.


"Sentimos muito", disse Akihiko Ono, vice-presidente executivo da maior empresa de navegação, em entrevista coletiva em Tóquio.


O navio carregava um total de cerca de 3.800 toneladas de óleo combustível quando encalhou em 25 de julho. O vazamento começou na quinta-feira, quando um tanque de combustível rachou.


Ono prometeu envidar todos os esforços para resolver o caso em cooperação com a Nagashiki Shipping Co., uma empresa com sede na Prefeitura de Okayama que é proprietária do navio.


No domingo, uma grande quantidade de óleo pesado foi levado à costa ao longo da costa de Maurício, gerando preocupações sobre os danos à indústria de turismo crucialmente importante do país e o impacto sobre animais ameaçados de extinção, como pássaros selvagens indígenas e tartarugas marinhas.