1/3

Japão espera que Cuba ouça manifestantes opositores do governo


JAPÃO - O ministro das Relações Exteriores japonês, Toshimitsu Motegi, disse a seu homólogo cubano Bruno Rodriguez na segunda-feira que o Japão espera que Havana tome medidas para responder às demandas de manifestantes antigovernamentais no início deste mês.


"Estou ansioso para ver o governo ouvir as vozes de muitas pessoas e melhorar a situação", disse Motegi a Rodriguez em conversas por telefone durante sua visita ao Panamá, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores japonês.


Motegi estava inicialmente programado para visitar Havana durante sua viagem aos países da América Central e do Caribe, mas cancelou a parada devido à disseminação de novas infecções por coronavírus em Cuba.


O Ministro também disse a Rodriguez que espera que o país reduza as infecções por coronavírus, disse o ministério.


Em Cuba, milhares de pessoas protestaram contra o governo por falta de alimentos e energia elétrica, um movimento extremamente raro em um país onde as manifestações são proibidas em princípio.


O chanceler cubano expressou seu apoio às Olimpíadas e Paraolimpíadas de Tóquio em uma situação difícil em meio à pandemia do coronavírus, disse o ministério. Motegi prolongou sua estada no Panamá depois de chegar da Guatemala no sábado. Ele viajará para a Jamaica na segunda-feira, antes de retornar ao Japão na quarta-feira.