1/3

Japão expande emergência de vírus além de Tóquio, com casos no topo de 300.000


JAPÃO - O primeiro-ministro Yoshihide Suga declarou na quarta-feira o estado de emergência em sete prefeituras adicionais, incluindo Osaka e Aichi, expandindo a medida, já que o total acumulado de casos de coronavírus no Japão chegou a 300.000 em meio a um recente aumento nas infecções.


Incluindo a área metropolitana de Tóquio, que entrou em estado de emergência na semana passada, um total de 11 prefeituras cobrindo mais da metade da população do país e cerca de 60 por cento de sua economia permanecerá sob a medida até 7 de fevereiro.


As pessoas estão sendo solicitadas a ficar em casa e nos restaurantes até o fechamento por volta das 20h, enquanto as empresas são incentivadas a ter funcionários trabalhando em casa ou alternando seus turnos.


Suga convocou a ação necessária para evitar que surtos em áreas urbanas se espalhem para outras partes do país e pediu a cooperação do público.


"Tomaremos todas as medidas para proteger a vida e o sustento das pessoas", disse ele em entrevista coletiva.


As cinco outras prefeituras a serem cobertas pelo estado de emergência são Tochigi ao norte de Tóquio, Gifu no centro do Japão, Hyogo e Kyoto no oeste e Fukuoka no sudoeste.