1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Japão permitirá saída de pacientes assintomáticos desde que estejam mantendo a prevenção


JAPÃO - O Japão está considerando permitir que pacientes assintomáticos com COVID-19 saiam de suas casas para comprar necessidades diárias, desde que usem uma máscara e tomem outras medidas contra a disseminação do vírus.


O primeiro-ministro Fumio Kishida disse que o governo "discutiria minuciosamente" a política antes de decidir se a implementaria.


Atualmente, aqueles que testam positivo para a COVID-19 são obrigados a se isolar em casa por 10 dias se apresentarem sintomas ou sete dias se forem assintomáticos.


O derramamento viral tem sido improvável a partir do 10º dia após o início dos sintomas, enquanto pacientes assintomáticos não derramam o vírus desde o oitavo dia.


Alguns especialistas em saúde também têm a visão de que as pessoas que se recuperaram de seus sintomas podem sair conforme necessário antes de 10 dias, desde que usem uma máscara.


O governo está considerando encurtar o período de isolamento de pacientes sintomáticos para uma semana para evitar interromper o funcionamento da sociedade caso as infecções aumentem rapidamente.


Entre outras medidas recentemente flexibilizadas, Kishida disse no início desta semana que o governo revisaria seus requisitos diários de relatórios COVID-19 em uma tentativa de reduzir a carga sobre hospitais e centros de saúde locais.


Kishida também anunciou um relaxamento dos requisitos de entrada para viajantes vacinados triplos para o Japão, que não serão mais obrigados a mostrar um resultado de teste COVID-19 negativo ao desembarcarem no país a partir de 7 de setembro.