top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Japão promete compartilhar informações com Okinawa após casos de assédio sexual de militares americanos

O governo japonês comprometeu-se a compartilhar informações com os governos locais "na medida do possível" após a revolta de Okinawa devido à falta de comunicação sobre casos de agressão sexual envolvendo membros das forças armadas dos EUA na região.


O Ministério das Relações Exteriores do Japão expressou o desejo de discutir com o governo dos EUA medidas concretas para prevenir tais incidentes. O embaixador dos EUA no Japão, Rahm Emanuel, afirmou estar seriamente preocupado com as alegações recentes contra militares americanos e prometeu trabalhar com o Japão para garantir os mais altos padrões de conduta.


A partir de agora, o governo central notificará os municípios sobre qualquer crime cometido por militares dos EUA, respeitando a privacidade das vítimas. O governador de Okinawa, Denny Tamaki, acolheu positivamente o anúncio, considerando-o um avanço.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page