top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Japão recusa visto a mauritaniano detido em Guantánamo

O Japão recusou emitir um visto para Mohamedou Slahi, autor mauritaniano que foi detido por 14 anos pelos EUA na prisão de Guantánamo, em Cuba.


Slahi, de 53 anos, foi liberado em outubro de 2016, mas teve sua segunda tentativa de obter visto para o Japão negada em janeiro, apesar de ter sido autorizada a visita ao Reino Unido e à França. Ele planejava visitar o Japão em março para dar uma palestra.

Em resposta, disse: "Eu pensava que o Japão era um país livre, democrático e amante da paz."


O governo japonês não deu detalhes sobre a decisão, mas geralmente nega vistos a pessoas com antecedentes criminais ou consideradas uma ameaça aos interesses ou ao bem-estar público do país.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page