1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Japão registra 207 mil casos de abuso infantil em relação a 2021


JAPÃO - O governo registrou 207.659 casos de abuso infantil no ano fiscal de 2021, um aumento de 2615 em relação ao ano anterior e estabelecendo um novo recorde para o 31º ano consecutivo.


Os dados preliminares do Ministério da Saúde mostraram que o abuso psicológico, incluindo o abuso físico de familiares na frente das crianças, foi responsável por cerca de 60% dos casos em que centros de consulta infantil em todo o país agiram.


"A taxa de aumento diminuiu, mas precisamos continuar monitorando a situação", disse um funcionário do Ministério da Saúde, acrescentando que medir o impacto da pandemia do coronavírus nos dados é difícil, pois fatores relacionados agravaram e melhoraram a situação.


Em junho, o Japão revisou sua Lei de Bem-Estar Infantil para aprimorar medidas contra o abuso infantil e apoiar as famílias de crianças, e agora está em fase de implementação.


Por tipo de abuso, o abuso psicológico representou a maior proporção de 60,1%, ou 124.722 casos, seguido por abuso físico, com 23,7%, ou 49.238 casos. A negligência foi de 15,1%, ou 31.452 casos, e o abuso sexual foi de 1,1%, ou 2247 casos, segundo os dados.


O número de casos de abuso psicológico aumentou 3388 em do ano anterior, enquanto o de casos de abuso físico caiu 797 casos.


Cerca de metade do total, ou 103.104 casos, foram levados para centros de consulta infantil pela polícia, enquanto 28.075 casos foram notificados por vizinhos e conhecidos e 17.344 casos por familiares.


O número de encaminhamentos por policiais vinha aumentando nos últimos anos à medida que os centros e a polícia aumentavam a coordenação, mas os dados mais recentes mostraram que caiu 521 casos em do ano anterior.