top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Japão registra recorde quase 30 milhões de relatos de achados e perdidos em 23

No ano passado, a polícia japonesa registrou um recorde de 29,79 milhões de relatos de achados e perdidos, excluindo dinheiro, um aumento de aproximadamente 3,15 milhões em relação ao ano anterior.


Este número, o mais alto desde 1971, reflete a miniaturização dos dispositivos eletrônicos, que os torna mais fáceis de perder, e o retorno do movimento de pedestres após a flexibilização das restrições da COVID-19.


O valor total de dinheiro encontrado e relatado à polícia também atingiu um recorde de cerca de 22,85 bilhões de ienes (US$ 145 milhões), um aumento de aproximadamente 1,7 bilhões de ienes em relação ao ano anterior. Dispositivos eletrônicos pequenos, como fones de ouvido sem fio e baterias móveis, destacaram-se entre os itens perdidos.


O aumento dos relatos é atribuído ao maior número de pessoas carregando acessórios para smartphones e outros dispositivos pequenos, além da disseminação dos pagamentos sem dinheiro, que pode ter levado mais pessoas a perderem suas carteiras com dinheiro ainda não utilizado. Segundo a lei de achados e perdidos do Japão, dinheiro e itens não reclamados em até três meses podem se tornar propriedade de quem os encontrou ou, se este renunciar ao direito, do governo da província.


Em 2023, também foram encontrados cerca de 12.722 cães, 4.382 gatos e 8.431 outros animais, números similares aos do ano anterior. O cuidado temporário desses animais consome recursos, levando um oficial sênior da agência a pedir mais responsabilidade dos donos na manutenção de seus pets.

Posts recentes

Ver tudo

Argentina se retira do World Expo 2025

A Argentina decidiu retirar sua participação na Exposição Mundial de 2025 em Osaka, tornando-se o terceiro país a abandonar o evento, após o México e a Estônia. A ministra japonesa responsável pelo ev

Comentários


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page