1/3

Japonês é preso em protesto na Bielorrússia


BIELORRÚSSIA - Um japonês na casa dos 20 anos foi detido pelas autoridades locais na Bielorrússia em meio a protestos contínuos após a eleição presidencial no início deste mês, segundo boletim dada pela embaixada japonesa no país na segunda-feira.


O homem, que mora em Minsk, foi detido na última quarta-feira e mantido em uma instalação na capital, disse a embaixada, acrescentando que está coletando informações sobre o motivo de ele estar detido pelas autoridades bielorrussas.


A embaixada se recusou a revelar a identidade do homem.


O que está acontecendo na Bielorrússia?

Manifestações contra o governo nacional continuaram no país depois que Alexander Lukashenko ganhou seu sexto mandato em uma eleição presidencial de 9 de agosto amplamente criticada como injusta.


De acordo com o Ministério do Interior, mais de 6.700 pessoas foram detidas até segunda-feira. Enquanto isso, a promotoria disse que a maioria das pessoas presas durante as manifestações já haviam sido libertadas.


Os EUA e alguns países europeus criticaram as eleições na Bielorrússia e questionaram os resultados. O governante de longa data do país, Lukashenko, declarou vitória sobre uma dona de casa de 37 anos que concorreu no lugar do marido, uma figura da oposição impedida de disputar a presidência.


Em virtude desta história, ocorreram protestos que viraram notícia em diversos jornais do mundo.