top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Kishida e Yeol fecham acordo para aprofundar laços bilaterais entre a Coreia do Sul e o Japão

ÍNDIA - O primeiro-ministro Fumio Kishida concordou com o Presidente sul-coreano Yoon Suk Yeol que seus países continuarão a trabalhar juntos para aprofundar as relações bilaterais.


Durante a reunião deles à margem da cúpula do G-20 em Nova Delhi, Kishida também disse a Yoon que Tóquio apoia os esforços de Seul para desempenhar um papel como presidente das negociações trilaterais, incluindo a China, de acordo com o governo japonês.


A última vez que Kishida e Yoon se encontraram foi em agosto, à margem de uma cúpula tripartite com o presidente dos EUA, Joe Biden, perto de Washington. Os líderes japonês e sul-coreano realizaram seis conversas bilaterais nos últimos seis meses.


A mais recente cúpula entre Kishida e Yoon ocorreu em meio à expectativa de que diplomatas de alto escalão do Japão, Coreia do Sul e China planejem conversar em Seul, possivelmente em 25 de setembro.


A Coreia do Sul, que preside o quadro trilateral desde 2020, tem buscado sediar uma cúpula a três até o final deste ano, em uma aparente tentativa de manter o diálogo de alto nível entre as três nações asiáticas.


No entanto, permanece incerto se tal cúpula poderá ocorrer, uma vez que as relações entre Tóquio e Pequim têm se deteriorado devido à liberação pelo Japão de água tratada e radioativa da usina nuclear de Fukushima, que sofreu derretimento após um terremoto e tsunami devastadores em março de 2011.


A China criticou o Japão por descarregar "água nuclear contaminada" no Oceano Pacífico a partir da usina, impondo uma proibição total às importações de frutos do mar japoneses.


Enquanto isso, as relações entre o Japão e a Coreia do Sul têm melhorado depois que Seul propôs em março uma solução para uma longa disputa de compensação por trabalho forçado durante a Segunda Guerra Mundial. Em maio, Yoon visitou o Japão como convidado na cúpula do G-7 em Hiroshima.

Posts recentes

Ver tudo

Avaliação do governo Kishida sobe para 23,8%

De acordo com uma pesquisa da Kyodo News divulgada na segunda-feira, a taxa de aprovação do gabinete do primeiro-ministro Fumio Kishida subiu para 23,8%, um aumento de 3,7 pontos percentuais em relaçã

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page