top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Morte brutal em Sapporo: Polícia suspeita que família de assassina foi cúmplice no crime

HOKKAIDO - Polícia deve emitir novo mandado de prisão para mulher e pais devido à morte de um homem encontrado decapitado em Sapporo.


Runa Tamura, de 29 anos, seu pai, Osamu, um psiquiatra de 59, e sua mãe, Hiroko, de 60, foram presos pela primeira vez em julho sob suspeita de mutilação e abandono de um cadáver.


Acredita-se que Runa tenha sido a única presente na cena do crime, mas a polícia suspeita que seus pais foram cúmplices. Eles devem ser presos sob acusações de homicídio possivelmente na segunda-feira, de acordo com as fontes.


Hitoshi Ura, de 62 anos, foi encontrado decapitado em um hotel de Sapporo, no distrito de entretenimento de Susukino, em 2 de julho. A polícia posteriormente descobriu a cabeça separada na residência da família Tamura, suspeitando que ela foi removida após a morte.


Ura, um morador de Eniwa, perto de Sapporo, fez o check-in no hotel por volta das 22h50 de 1º de julho, acompanhado de uma pessoa que se acredita ser Runa. Ela foi vista deixando o hotel sozinha por volta das 2h do dia seguinte, de acordo com a polícia.


Runa e a vítima se conheceram em uma boate na área de Susukino no final de maio e tiveram algum tipo de conflito naquela época, de acordo com fontes.

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page