1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Número de feridos pelo tufão passa dos 40 além de uma série de baixas materiais, diz NHK


JAPÃO - O número de pessoas feridas pelas consequências causadas pelo tufão, chegou aos 43, segundo uma contagem feita pela emissora estatal.


HIROSHIMA - Em um posto de bombeiros em Yakushima, um bombeiro foi gravemente ferido quando uma porta se fechou de repente devido a ventos fortes, beliscando sua mão direita e quebrando seu dedo indicador.


EHIME - Na cidade de Uwajima, um homem na casa dos 50 anos estava reparando um vazamento quando o vento soprou. Ele estava numa escada e, por este motivo, acabou caindo.


Em Saijo, homem foi ferido quando sua motocicleta colidiu com uma árvore caída.


Segundo os bombeiros, por volta da 1h30 da manhã desta segunda, um homem na casa dos 60 anos estava dirigindo uma moto em uma estrada municipal quando bateu numa árvore que aparentemente havia caído na estrada devido ao tufão.


O homem sofreu ferimentos em suas pernas no acidente e foi levado a um hospital da cidade onde está recebendo tratamento. Desde então, a árvore caída foi removida da estrada.


De acordo com os bombeiros, um homem de 60 anos caiu do telhado de sua casa em Kuma Kogen e foi levado ao hospital com ferimentos na cabeça.


O homem estava reparando o telhado de sua casa em preparação para o tufão que se aproximava, e os bombeiros acreditam que ele caiu devido a ventania. De acordo com os bombeiros, a extensão de seus ferimentos é considerada menor.


SHIZUOKA - Na cidade de Makinohara, duas pessoas ficaram levemente feridas quando uma rajada de vento atingiu uma parede externa de uma loja, que se desprendeu na noite de ontem, dia 18.


FUKUOKA - Na capital, as rajadas de vento têm causado a queda de várias pessoas. De acordo com os bombeiros, duas pessoas foram feridas quando foram derrubadas pelo vento às 22h.


Em Nishi, uma mulher na casa dos 70 anos que estava ao ar livre caiu e quebrou o braço antes das 16h.


Em Higashi, um homem na casa dos 70 anos estava andando quando foi derrubado pelo vento e sofreu um pequeno ferimento na mão também por volta do mesmo horário.


OITA - Uma mulher na casa dos 70 anos foi derrubada pelo vento e caiu na capital, a idosa precisou ser hospitalizada. Foi revelada que sofreu um ferimento na cabeça, mas passa bem.


Em Usa, um homem foi ferido pelo vidro de janela quebrada em uma casa. Segundo os bombeiros, um homem na casa dos 50 anos teve seu braço direito cortado pelos estilhaços. Ele está sendo tratado no hospital.


Em Beppu, uma mulher de 80 anos caminhava por uma estrada no bairro Noguchimoto, quando caiu após a rajada do vento. A mulher machucou sua perna, mas pensa-se que a lesão é menor.


Em um condomínio em Kannawa, também em Beppu, uma mulher na casa dos 40 anos foi atingida por uma rajada de vento e caiu de uma escada. Ela estava há oito degraus do chão, mas sofreu ferimentos leves em seus braços e outras partes de seu corpo.


SAGA - Em Karatsu, uma mulher na casa dos 50 anos estava limpando sua garagem quando uma parte do telhado, que foi quebrada pela força dos ventos, caiu em sua mão esquerda, resultando em um osso quebrado na parte de trás.


KUMAMOTO - Em Taraki-machi, uma mulher na de 70 anos sofreu ferimentos no pescoço e em ambas as pernas por estilhaços de vidro de janela quebrados pela ventania em sua casa perto das 19h de ontem. A mulher foi levada a um hospital da cidade, onde passa por tratamento.


Um homem na casa dos 80 foi derrubado pelo vento em uma rua em Shimizu, na capital, pouco depois das 14h, e sofreu ferimentos no rosto. O homem foi levado a um hospital na cidade de Kumamoto para tratamento e está consciente e em condições estáveis.


Em Otsu, uma mulher na casa dos 50 anos estava caminhando em uma trilha no bairro Muro, quando foi derrubada pelo vento e sofreu ferimentos leves no rosto e joelhos pouco depois das 13h. A mulher foi tratada no hospital onde foi levada.


MIYAZAKI - Em Hyuga, um asilo de idosos foi invadida pelas águas de um rio que transbordou, por volta da 1h30 da madrugada. A água chegou em 10 cm no primeiro andar do estabelecimento.


O asilo mudou todos os residentes para o segundo andar do edifício antes, ninguém se feriu e a água já foi retirada. A Rota 327, que corre em frente ao asilo, foi inundada até o nível da cintura a uma distância de 500 metros do local após a meia-noite.


Pouco depois das 19h de ontem, uma pessoa relatou as autoridades que uma mulher estava em cima de um carro tomado pelas águas no bairro Kamiminawa, em Nobeoka.


A estrada perto do local foi inundada por uma forte chuva e uma mulher na casa dos 60 anos ficou em cima do carro, mas conseguiu ser resgatada por um barco de borracha de bombeiro aproximadamente duas horas e meia depois. Quando os bombeiros chegaram, o carro estava submerso, mas a mulher não estava ferida.


Por volta das 17h30, houve também um relato de que um carro foi inundado na Rota 218 em Okamoto, também em Nobeoka, e uma pessoa idosa estava dentro do carro. A pessoa mais tarde conseguiu escapar do carro por conta própria e não foi ferida.


Os dois locais estão localizados em áreas opostas do outro lado do rio Gokase. A polícia está se apressando para confirmar a possibilidade de que toda a área possa estar debaixo d'água.


Em Miyakonojo, a ladeira de uma estrada que leva à área de Tobimatsu entrou em colapso devido a um deslizamento de terra, tornando a estrada intransitável.


Como resultado, 13 pessoas de cinco residências na área estão isoladas. 11 delas foram contatadas e sua segurança foi confirmada, enquanto duas pessoas vivem em áreas os telefones não funcionam e por esse motivo não se sabe como estão.


As autoridades locais da Prefeitura de Miyazaki constataram que um total de 10 pessoas foram feridas até agora. Destas, seis pessoas na cidade de Miyazaki sofreram ferimentos leves quando foram derrubadas por ventos fortes.


Em Nobeoka e Kobayashi, uma pessoa ficou ferida quando caiu devido a ventos fortes, enquanto em Nichinan e Kushima, uma pessoa ficou ligeiramente ferida quando seu pé foi cortado por um vidro quebrado.


Segundo os bombeiros, um homem na casa dos 80 estava andando ao ar livre no centro da cidade de Nobeoka, quando um vento forte soprou e ele caiu, ferindo seu rosto pouco antes das 11h de ontem.


O homem foi levado ao hospital para tratamento, mas diz-se que a extensão de seus ferimentos é menor.


O primeiro andar do edifício que abriga o Escritório Geral de Kitagata em Kitagata-cho foi inundado por cerca de um metro às 23h de ontem.


A inundação começou à noite e acredita-se que a água da montanha e a água da chuva, que não podia ser drenada, fluíam para dentro do edifício. O prédio tem dois andares e, no momento, cerca de 10 funcionários estavam trabalhando no segundo andar e ninguém se machucou. Por volta das 2h a água começou a regredir.


Uma mulher foi ferida pelo vidro de uma janela quebrada no ginásio do centro de evacuação em Kushima, por volta das 9h40.


100 pessoas estavam se refugiando no ginásio, mas atualmente ele não está sendo usado como centro de evacuação.


Na Estrada Provincial 28 no bairro Masuyasu, em Nichinan, foi encontrado um painel de madeira de aproximadamente 4 metros de comprimento e largura que foi derrubado pela ventaia. Também, no centro da cidade, uma placa para uma parada de ônibus foi derrubada.


No centro da capital, um prédio temporário em frente à estação foi derrubado por ventos fortes por volta das 10h horas do domingo. O prédio foi explodido para perto do ponto de táxi em frente à estação.


KAGOSHIMA - De acordo com o resumo da cidade de Kagoshima, duas pessoas foram feridas pelo até as 18h30 deste domingo.


Um homem de 90 anos caiu devido a ventos fortes e quebrou um osso na base de sua perna, e uma mulher na casa dos 60 machucou a perna esquerda quando a porta da frente de sua casa fechou repentinamente pelo vento.


Pouco depois das 14h, um morador próximo informou que um guindaste havia quebrado e estava prestes a cair em um canteiro de obras de um condomínio no bairro Koraicho. Os braços da grua, que normalmente são retos, estão dobrados e pendurados para baixo.


A cidade de Kagoshima está na zona de tempestade do tufão nº 14 desde a manhã de 18 de agosto, com uma velocidade máxima instantânea do vento de 43,5 metros observada antes das 10 horas da manhã, e acredita-se que a grua foi dobrada pelos fortes ventos.


Bombeiro sofre com ossos quebrados na cidade de Yakushima


Por volta das 8h30 de hoje, dia 19, uma porta fechou repentinamente em um posto de bombeiros na cidade de Yakushima pela ventania, prendendo a mão direita de um bombeiro e ferindo-o seriamente, quebrando um osso em seu dedo indicador.


Em Higashikura, uma mulher de 95 anos que estava evacuando para a casa de um parente próximo no bairro Shinkawanishi, foi derrubada pelo vento e sofreu um ferimento no pulso esquerdo. A mulher foi transportada em ambulância e está sendo tratada no hospital, mas passa bem.


Um homem na casa dos 50 anos que estava reforçando uma loja na cidade de Nishinoomote, na Ilha Tanegashima, foi ferido quando foi derrubado pela força do vento.


Ele está recebendo tratamento em um hospital por um ferimento na cabeça, mas sua vida não está em estado grave.


Cidade de Amagi, Tokunoshima, árvores caídas em três locais.

Nas cidades de Amagi e Tokunoshima, foram relatadas árvores caídas em três locais, incluindo um na área de Matsubara, que bloqueou a estrada da cidade, tornando-a intransitável.


Além disso, parte da parede do segundo andar de uma casa de dois andares na rua comercial Hiradono, no centro da cidade, foi arrancada.


Na cidade de Kanoya, o exterior de vidro de uma sala de pachinko estava quebrado e explodido.


De acordo com o gerente da loja, por volta das 9h do dia 18 de agosto, ele ouviu um barulho alto e verificou se a parede exterior de vidro, medindo aproximadamente 5 metros de comprimento e 10 metros de largura, havia caído. O gerente estava no back office na época e não foi ferido.


Há aproximadamente 150 máquinas pachinko na loja, e o gerente disse estar preocupado que a chuva e o vento possam entrar na área quebrada e causar danos generalizados.


YAMAGUCHI - Em Nagato, uma mulher de 70 anos caiu em uma estrada devido a força da ventania e sofreu ferimentos leves em seu rosto e em outras partes do corpo pouco depois das 15h de ontem.


HIROSHIMA - Em Kure, uma mulher na casa dos 30 anos foi ferida após ser atingida por um objeto, possivelmente feita de reboco nas costas no lado de fora de sua casa. Ela foi levada ao hospital.


KOCHI - Em Konan, a força dos ventos fez com que um homem na casa dos 80 anos fosse mais uma vítima. Ele caminhava pelas ruas do bairro Yasu, quando a rajada o derrubou. O homem bateu na parte inferior das costas e foi levado ao hospital.


O muro de um depósito de saquê da cidade de Shimanto foi quebrado em Shimanto fazendo um alto barulho. Apesar do susto, ninguém estava perto ao dentro do local no momento da queda.


TOKUSHIMA - A parede externa de uma loja de descontos em Ishii-machi, desmoronou em uma área de 10 m de largura. O telhado de um estacionamento de bicicletas próximo também foi danificado pela queda.