top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Para reduzir impacto de preços, governo estuda ações para amenizar o problema

JAPÃO - Kishida informou aos repórteres que seu governo implementará novas medidas econômicas para amenizar o impacto negativo dos aumentos de preços, e também buscará prorrogar o programa de subsídios para os revendedores de petróleo, que estava previsto para diminuir no final de setembro.


O preço médio da gasolina comum ficou em 185,60 ienes por litro até segunda-feira, um aumento de 1,90 ienes em relação à semana anterior e o mais alto desde que dados comparáveis estão disponíveis a partir de 1990, refletindo os preços mais elevados do petróleo bruto e os efeitos de um iene mais fraco.


Kishida também expressou sua esperança de que os preços da gasolina possam cair para cerca de 175 ienes no Japão até o final de outubro, uma vez que a economia enfrenta riscos de desaceleração diante do pano de fundo dos aumentos globais nos preços das commodities.


Em resposta às instruções de Kishida, a coalizão governista criou propostas para estender os subsídios para os revendedores de petróleo, bem como os subsídios para eletricidade e gás, além de setembro.


Com base nas propostas, espera-se que o governo se esforce para manter os preços da gasolina abaixo de 180 ienes por enquanto, a fim de amenizar os efeitos dos altos custos de combustível nos lares e nas empresas.

Posts recentes

Ver tudo

コメント


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page