top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Prefeita australiana fortalece laços com estudantes japoneses em visita à Tóquio

A prefeita de Cowra, da Austrália, onde havia um grande campo de prisioneiros de guerra durante a Segunda Guerra Mundial, estreitou laços com estudantes japoneses em Tóquio na quinta-feira, celebrando os intercâmbios de décadas entre as duas comunidades, que tiveram início após uma trágica tentativa de fuga em massa pelos internos japoneses.


Conhecido como o "Cowra Breakout", o incidente de 5 de agosto de 1944 é a maior fuga de prisão da história militar moderna, com mais de 1.000 prisioneiros japoneses atacando soldados australianos. Mais de 230 soldados japoneses morreram como resultado.


Esforços para evitar que uma tragédia semelhante ocorresse novamente levaram ao início de um programa de intercâmbio de estudantes entre a Cowra High School e a Seikei Gakuen, uma escola particular no oeste de Tóquio, em 1970.


O programa, dizem eles, é o mais longo do gênero entre os dois países. A prefeita de Cowra, Ruth Fagan, destacou a importância de educar os alunos sobre o mundo exterior, enquanto visitava a escola japonesa pela primeira vez desde sua eleição no ano passado.


O programa de intercâmbio anual envolve um aluno de cada escola passando um ano na outra instituição. O diretor da Seikei Gakuen, Naoto Senda, disse que o programa de intercâmbio começou com a compreensão mútua da importância de jovens contribuírem para o desenvolvimento de ambos os países, tendo em mente o incidente. Cowra planeja realizar um evento comemorativo em agosto pelo 80º aniversário do incidente.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page