1/3

Promotoria retira queixa sobre caso de vandalismo da cantora Chihiro Onitsuka


JAPÃO - Os promotores de Tóquio retiraram um caso de vandalismo contra a cantora e compositora Chihiro Onitsuka após sua prisão por chutar uma ambulância.


Os promotores não divulgaram os motivos da decisão, alcançada na sexta-feira.


Em 28 de novembro a cantora foi presa em uma rua na área de Ebisu, na capital japonesa, após ser denunciada pelas autoridades dos serviços de emergência após seu suposto ato de vandalismo.


A cantora de 41 anos chamou uma ambulância para um amigo que estava se sentindo mal.


Ela disse à polícia no momento em que chutou o veículo "depois que um transeunte disse algo desagradável, me deixando em pânico", segundo o Departamento de Polícia Metropolitana.