TSJ MN_edited.png

1/3

Terremoto de 7 graus atinge as Filipinas deixando cinco mortos


FILIPINAS - Um terremoto de magnitude 7.0 sacudiu a parte norte da Ilha Luzon das Filipinas, no norte do país, na manhã de quarta-feira, deixando pelo menos cinco pessoas mortas e mais de 60 feridas até o prezado momento.


O terremoto também danificou muitos edifícios particularmente na província de Abra, no epicentro, e na província vizinha de Benguet.


As casas da era colonial espanhola e uma igreja em Vigan, uma cidade histórica na província de Ilocus Sur conhecida como Patrimônio Mundial da UNESCO, também foram danificadas.


As cinco mortes foram relatadas em Abra e Benguet, bem como nas províncias vizinhas de Kalinga e Cagayan, de acordo com o Conselho Nacional de Redução e Gerenciamento de Riscos de Desastres.


Uma das vítimas, um pedreiro do sexo masculino, estava presa sob um prédio que desabou, de acordo com um relatório policial e bombeiros que foram buscar seu corpo. As outras mortes morreram após serem atingidas pelos escombros.


O governo filipino também relatou deslizamentos de terra em 58 locais em Abra e Benguet, enquanto vários choques leves ocorreram ao longo do dia. Nenhum aviso de tsunami foi emitido.


Pouco depois do tremor de quarta-feira, que também foi fortemente sentido a cerca de 330 quilômetros de distância na capital Manila, fotos compartilhadas por funcionários do governo local mostraram edifícios inclinados e pacientes sendo evacuados de um hospital em Abra.


Após o terremoto, que ocorreu às 8h43, a uma profundidade de 17 km, o presidente das Filipinas, Ferdinand Marcos Jr. ordenou o envio imediato das equipes de resgate e socorro e disse que planeja visitar as áreas afetadas na quinta-feira.


"Ainda não podemos permitir que as pessoas voltem para suas casas", disse Marcos em uma coletiva de imprensa, já que os choques posteriores podem durar mais dois dias e deslizamentos de terra podem ocorrer em caso de fortes chuvas.


Benjamin Abalos, ministro do Interior do país, disse que o fornecimento de energia também foi cortado em Abra e Benguet, enquanto 173 edifícios públicos e privados em locais incluindo Abra e Benguet sofreram danos.


Abra e Benguet juntos têm uma população de cerca de 700.000 habitantes.


O volcanologista do estado Renato Solidum descreveu o terremoto como "raso", mas "grande" comparável ao terremoto de 2013 que atingiu a província de Bohol, no centro das Filipinas, e matou mais de 200 pessoas.


"A razão pela qual houve danos significativos em Vigan foi que a fundação da cidade é essencialmente arenosa por causa do grande rio que inundaria a área de tempos em tempos", disse ele.


As Filipinas estão entre os países localizados no Anel de Fogo do Pacífico, uma região na borda do Oceano Pacífico onde ocorrem erupções vulcânicas e terremotos com frequência.