1650382760548_edited.png

JORNALISMO SIMPLES E DIRETO | O dia a dia do Japão

Radio Mirai (Branco).png
1650382760548.png

1/3

Tokyo Game Show é aberto ao público pela primeira vez desde o surto de covid


CHIBA - A Tokyo Game Show começou na quinta-feira, retornando a um formato totalmente presencial pela primeira vez desde o surto da COVID-19, com títulos e tecnologias de realidade virtual e metaversos e em realidade virtual sob os holofotes.


A extravagância anual para os amantes de videogames, um dos maiores do gênero no mundo, será realizada no centro de convenções Makuhari Messe, até domingo.


Os dois primeiros dias são reservados principalmente para repórteres de mídia e funcionários do setor, com visitantes gerais permitidos a partir da tarde de sexta-feira.


Foi a primeira vez que o programa recebeu a presença do público em geral depois de ter sido realizado em grande parte online nos últimos dois anos por causa da pandemia coronavírus. A organizadora espera atrair 150 mil visitantes durante os quatro dias deste ano.


Cerca de 600 empresas e organizações de 37 países, incluindo as gigantes japonesas Capcom e Square Enix, participaram do evento.


Parte de seu conteúdo também pode ser acessada online, de acordo com o organizador, a Associação de Fornecedores de Entretenimento de Computador.


Metaverse tornou-se uma palavra de ordem na indústria de jogos e além, à medida que mais empresas, de desenvolvedores de jogos a bancos, começaram a ver um potencial de negócios em um mundo virtual que permite que os usuários experimentem compras, participem de eventos e se comuniquem uns com os outros, assim como no mundo real.


Com o país diminuindo cada vez mais as restrições antivírus, o número de organizações participantes se recuperou para cerca de 90% do de 2019, o que ficou em 655. O número de títulos expostos chegou a 1864, superando 1522 em 2019.


A Tokyo Game Show é um dos três maiores eventos de jogos do mundo, juntamente com a E3 nos Estados Unidos e a Gamescom na Alemanha.