top of page
1665608300863 (1).png
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Youtube

Vice-prefeito de Shibuya renuncia ao cargo após insultar vereadora

TÓQUIO - O vice-prefeito de Shibuya renunciou após enfrentar críticas por insultar uma vereadora, chamando-a de "porca" em um chat online de trabalho.


Shin Sawada, de 63 anos, emitiu um pedido de desculpas a Yukiko Kuwazuru, uma vereadora novata de 35 anos, por suas postagens "inapropriadas" que "danificaram gravemente" a reputação do município.


O distrito é conhecido por promover a igualdade de gênero e diversidade, tornando-se um dos primeiros governos locais no Japão a emitir certificados reconhecendo parcerias do mesmo sexo como equivalentes ao casamento.


De acordo com o município, o chat em questão contava com cerca de 120 pessoas, incluindo altos funcionários do distrito.


Nos meses de junho e julho, Sawada postou mensagens difamatórias sobre Kuwazuru, que pertence ao PDP, chamando-a de "Kuwa-buta". "Buta" significa "porca" em japonês, fazendo um trocadilho com o seu sobrenome.


Ele também se referiu ao comitê da assembleia ao qual Kuwazuru pertence como um "grupo de idiotas".


Kuwazuru declarou em uma coletiva de imprensa em Tóquio na segunda-feira que ficou abalada e "lutando". Ela também revelou que Sawada expôs no chat seu endereço de residência, que não era público.


O incidente veio à tona por meio de um denunciante anônimo que alegou ser um funcionário do distrito de Shibuya. Sawada estava em seu segundo mandato como vice-prefeito do distrito e também tinha experiência de trabalho em uma grande agência de publicidade, a Hakuhodo.


O prefeito de Shibuya, Ken Hasebe, também se desculpou na terça-feira, enquanto criticava as observações de Sawada como "faltando consideração" e "inaceitáveis".


O prefeito também afirmou que instruiu os funcionários do escritório a "agirem de maneira responsável como servidores públicos" para evitar que incidentes semelhantes ocorram novamente.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


© TSJ 2024. Todos os direitos reservados

bottom of page